sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Apresentação

Quando assentei praça ainda não tinha barba, nem amigos. Nos Fuzileiros realizei as minhas primeiras grandes conquistas: fiz amigos; atingi objectivos de que muito me orgulho; passei a compreender o sentido de palavras como solidariedade e camaradagem – o verdadeiro “espírito de corpo”, que é apanágio de quantos passaram pela nossa casa-mãe Escola de Fuzileiros!

Não nasci Fuzileiro, mas morrerei como tal!

Este espaço é criado para que todos aqueles que se irmanam no mesmo ideal de vida se juntem e convivam, partilhando ideias, sonhos, recordações, memórias de tempos e pessoas já idas e, também, projectos.

Sejam bem-vindos!

2 comentários:

Carlos disse...

Antes de mais, os meus parabéns pela apresentação, que do pouco que conheço, assenta-lhe perfeitamente.Como diria o meu melhor Amigo: "Se errarmos é porque tentámos construir algo; as pessoas que não erram, não tiveram sequer coragem para tentar."

Mário Manso disse...

Filho da Escola e Vizinho Carlos, mais vale ter um vizinho à mão, que uma igreja com sacristão. Os vizinhos são muito importantes, quando se não colocam distantes. No nosso caso, se alguém precisar, é só chamar. Agradeço também a tua disponibilidade.
Amanhã daremos um olá.