segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

A BOINA DE FUZILEIRO

A BOINA AZUL FERRETE
É DOS FUZOS COM ARDOR
NÃO APENAS UM BARRETE
EM CABEÇAS SEM PUDOR

A boina é um símbolo a respeitar
Património de quem muito lhe quer
É preciso sofrer para a conquistar
Não serve para uma cabeça qualquer

Não pode ser desconsiderada
Por tudo quanto ela representa
Deixem-na estar sossegada
Na cabeça de quem ela assenta

A boina não fica dignificada
Cobrindo quem nada sofreu
Porque ao ser conquistada
Honra-se quem por ela morreu

Lealdade orgulho e destreza
São valores de referência
Seria uma grande tristeza
Não respeitar a coerência

Deve cobrir quem a merecer
Os Fuzileiros que a conquistaram
A Marinha não pode esquecer
Do orgulho que nunca mataram

A boina é um valor adquirido
Para milhares de Fuzileiros
É um património muito querido
De que nem todos são herdeiros

Espírito que a não mereça
Não deve dar protecção
Só deve cobrir a cabeça
Que a tenha no coração

A lealdade conquistada
Pela boina nossa rainha
Merece ser respeitada
Por toda a nossa Marinha

A boina aconchega a mente
De quem por ela lutou
Em cabeça que nada sente
É como tiro que a matou

Lágrimas como juramento
Nas dificuldades da conquista
Num percurso de sofrimento
Em que até a vida se arrisca

Na Marinha com tradições
A boina deve ser honrada
Não lhe criem condições
Para vir a ser mal tratada

Estar na cabeça de alguém
Que nem passo por ela deu
É como chamar do além
Quem ainda não morreu

Muito orgulhoso e honrado
Pela boina conquistada
Por ela ter sofrido e lutado
Não deve ser desconsiderada

EX-CABO FZE

Mário Manso

3 comentários:

Anónimo disse...

Boa tarde.

Mário Manso

Como ainda sou mancebo nestas andanças das novas tecnologias, no que toca sómente á NET.

Vou navegando no " Barco a vista ", e vou descobrindo.

Fiquei muito sensibilizado, com a boina.

E o teu tema.

Houve lágrimas - suor - sacrificio

muito crer, para ter essa boina com a ancora na cabeça.

Muito crer e muito orgulho.

Continua Mário Manso, és um sábio na defensa dos FUZILEIROS ESPECIAIS.

Só fomos quatro mil e poucos, que tivemos, essa honra e esse prazer, da usar.

Vou navegando.

Um abraço.

Veiga

Anónimo disse...

Descubro este blog, por acaso, nas minhas andanças para descobrir fotos detalhadas dos "Fuzos" portugueses, que tanto respeito e admiro. Tive dos maiores e mais leais amigos de sempre nesse ramo das nossas Forças Armadas. Escrevinho algumas coisas acerca dos mesmos e, aqui fica o meu pedido: quem souber de algum site ou blog onde possa pesquisar algo sobre o assunto,agradeço que post para que todos possamos ter acesso.

Albano Nunes disse...

Mário
Um abraço.
Já nos conhecemos vai para muitos anos, mas só ontem falámos um pouco mais do que a primeira vez, que foi no dia da foto tirada da revista nº0 de Desembarque.
Parabéns pelo teu blog. É de verdadeiro Fuzo.
Trancaline
Cª Independente de Oficiais da RM, 1969, EF.
Albano Nunes

www.trancaline.com